Atenção! Ataque ao posto da receita federal

Sim, é isso mesmo! Porém ao contrário do que alguns ícones libertários sugerem: hoje/agora, investidas militares além de inviáveis, não teriam legitimação por grande parte da população.

O inimigo possuí em seu corpo de funcionários os melhores profissionais de Marketing e propaganda, além do controle dos grande meios de comunicação. E na hipótese de um ataque é de se prever manchetes nos seguintes formatos:

  • “Criminosos atacam posto da receita”;
  • “Quadrilha invade posto da receita”;
  • “Extremistas ocupam posto da receita”.

Portanto é de se concluir que, estrategicamente, ao menos por enquanto, ofensivas militares trariam prejuízos ao movimento libertário.

Então qual proposta seria razoável?

A proposta é, a de se construir uma estratégia sólida, passo a passo e para isso, é de suma importância que identifiquemos: de onde viemos, onde estamos, e para onde queremos ir. Nos apeguemos então no, “onde estamos”

O momento é de mostrar as pessoas o que é o Estado e quais os efeitos de suas ações na vida do individuo em resumo: foco na deslegitimação estatal!

Quais ações contribuem para a deslegitimação pública do Estado? Memes, artigos, vídeos, podcasts, conversar (sobre) entre amigos e familiares, não seja uma vela debaixo da cama e nem fique pregando para já convertidos.

A deslegitimação é passo fundamental numa estratégia de ataque ao Estado, pensem nisso.

E o ataque ao posto da receita? Sim, da para ser feito. E tendo como base o momento estratégico que o texto sugere, veja a seguir um pré-escopo da proposta de ataque.

  • Local: posto da rua Tijuco preto, Tatuapé
  • Data e hora: a serem definidas, mas de preferência um dia de grande movimento na abertura
  • Ações: panfletagem, gravação de vídeos, entrevistas e fotos.
  • Mensagens a serem expostas: Imposto é roubo, O Estado é uma quadrilha, Você não é contribuinte é vítima e etc.

Para dar suporte a essa ação é preciso definir:

  • Um orçamento;
  • Número de participantes bem como suas especialidades;
  • Um cronograma geral de reuniões e da ação propriamente dita.

Enfim, é isso, quem se dispor a participar deste ataque, talvez abra um caminho que possibilite, em um futuro, talvez próximo, que seja considerado totalmente legitimo para a grande população a destruição física de lugares semelhantes.

Sempre sabote o Estado e Imposto é roubo!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *