A Esquerda e o Controle da Informação

O termo, democratização das mídias e dos meios de comunicação, não passa de uma enganação por parte das esquerdas, com o objetivo de obter aval da população para suas propostdemocratizar-midiaas autoritárias de controle da informação. A palavra democratização tem a função de “argumento coringa” já que para o senso comum se refere a um valor que deve ser cultivado e preservado, afinal, quem de boa índole pode ser contra a democracia? E, é nesse ponto que eles apostam no

seguinte: “Se dissermos que é democrático OK!” Eis a armadilha! Claro que isso só faz sentido e fica mais claro para quem entende democracia como algo a ser combatido e não preservado. Para que você tenha base para contrapor sua posição de apoio a democracia sugiro a leitura de A LEI de Frédéric Bastiat.

A proposta que mais serve à população sem dúvida é a de, liberdade de expressão, e essa “nunca antes na história desse país” esteve tão disponível e ao mesmo tempo tão ameaçada, principalmente pelos que clamam por democratização. Exemplos do desejo de controle não faltam: Veja o vídeo em (2:40)

Este outro:

Neste o Rovai ao menos reconhece que sim, existe um espaço alternativo mas como bom esquerdista na sequência se refere a alguém como “ELES” no mesmo sentido em que no Filme -A Vila- os personagens usam constantemente a expressão: “Aqueles de quem não falamos” ou seja, uma abstração!

Aqui, por incrível que pareça, Paulo Henrique Amorim faz o diagnostico perfeito no sentido em que denuncia a Globo que através de seu poder de lobby pressiona para que a sociedade não tenha acesso a serviços alternativos, porém logo na sequência estraga tudo sugerindo que a banda larga não promove conteúdo alternativo e segue: democracia, democratização, democrático…

O que tem em comum em todas a exposições de ideias dessas pessoas? Todas elas foram feitas em canais alternativos de forma totalmente descentralizada, não pode existir maior prova de auto refutação que essa! Ou acaso o numero de 247.461.510  de linhas ativas de celulares não significam nada? O que quero dizer? a possibilidade de exposição de ideias já é de fácil acesso, e minha suspeita, é que na verdade seja isso que incomoda essa gente. O que não se ouve nos argumentos deles é que, quem possui de fato o controle é o estado, afinal, toda TV aberta opera em regime de concessão, nesse caso, porque não sugerir a desregulamentação do setor permitindo assim maior concorrência no real livre mercado?

Já que a possibilidade de se expressar livremente é algo de fácil acesso, o que eles querem afinal? ter o monopólio do conteúdo, já que após o inicio da queda do monopólio da informação o que se viu surgir, foi uma serie de conteúdos não alinhados com a pautas progressistas e de certa forma bem liberais, fazendo um contraponto com o que eles defendem: o controle central das coisas.

Para ilustrar se é compatível ou não possuir uma mídia controlada, analise o perfil  dos lugares onde isso acontece. Coreia do Norte, Cuba, Venezuela, lá a informação é democrática. E qual o conteúdo da programação dos canais democráticos? basicamente, propaganda estatal, os bons feitos do líder, o progresso da nação, e como deve ser a conduta do povo.

Será que o interesse em ter o controle da informação fica somente no âmbito das idéias -mesmo assim seria imoral porém, já que são ideias que se debatamos- ou alguém via as possibilidades que a democracia oferece tentou de fato controlar a informação? Sim! podemos observar isso AQUI no quinto congresso nacional do PT onde entre outras medidas democráticas foi posta a proposta de estatização da Globo bem como o padrão de programação de outros meios estatais de comunicação claro que todos sob a gerencia do “povo” ou seja: eles mesmos.

Recentemente algumas decisões judiciais que determinaram a interrupção do serviço do whatsApp teve como embasamento o marco civil da internet que teve como os maiores apoiadores os defensores das pautas democráticas. E não para por aí, blogueiros, youtubers e paginas de perfil assumidamente mais liberal vez ou outra encontram uma hostilidade sistematizada inclusive vale ressaltar a pequena “delegacia” virtual criada pelo PT chamada de Humaniza Redes.

Enfim, cabe a você leitor julgar o que vale mais, se é a liberdade de expressão ou o controle estatal da comunicação, por que no final das contas é do que se trata a democratização dos meios de comunicação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.