Governo federal paga 300 mil por criação de logo

Um amigo estudante da área de TI me perguntou o por que da minha, segundo ele, “implicância” com o governo, eu compreendi o questionamento dele, afinal, quem pode ser contra uma coisa chamada de welfare state, que diz que todos tem direito a tudo gratuitamente e com qualidade? A armadilha está armada aí, porque ao discordar disso: imediatamente a pessoa passa a ser taxada de anti-povo.

Para sair dessas sinucas é importante se fazer uso de uma linguagem que seja comum ao interlocutor e no caso em específico eu abordei o seguinte tema:

 O HUMANIZA REDES

O humaniza redes basicamente foi um site criado pelo governo federal com o objetivo de “proteger” os cidadãos de “agressões” na internet. E eu o questionei sobre o projeto nos seguintes tópicos:

  • Custo;
  • Viabilidade técnica;
  • E se de fato: não ser “agredido na internet” é também um direito do cidadão e por isso o governo deve garantir esse direito através de políticas estatais.

Ele não soube me responder nenhum dos tópicos e ficou em silêncio quando eu disse que o projeto havia custado R$ 10 milhões. Ele na qualidade de profissional da informática sabe que é totalmente possível criar um excelente site com menos de R$10 milhões. “Ah, mas é para uma causa social e o custo é relativamente baixo tendo em vista o “benefício para a população” Como ele se apegou a esse suposto beneficio e que por isso custo seria relativamente pequeno eu retruquei: “você pagaria 300 mil reais para alguém criar um logo para o teu site? cri cri cri cri… Detalhe o logo foi copiado da própria internet.

Pois é, não é ético, nem eficiente pagar muito por coisas inúteis, e pior, com o dinheiro dos outros.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.