A negação da política é uma péssima idéia

Os libertários mais radicais, os anarcocapitalistas, condenam a política com veemência, negam a “coisa pública” e condenam os atos a respeito do seu controle.

Negar a política em prol de um ideal é um grande erro, é anti-estratégico, a romantização da ideia da não existência do Estado os deixa de mãos atadas. O argumento mais comum é de que não devem meter-se com política pois é imoral associar-se com o maior dos males, segundo eles, o Estado.

Enquanto há o ideal da não existência do Estado, há a realidade, e é através dela que as coisas funcionam. Rothbard mesmo menciona na Anatomia do Estado que na política há apenas grupos de pressão e se não nos envolvermos haverá justamente o envolvimento apenas daqueles a qual combatemos, os socialistas e seus similares impondo suas regras de cima para baixo para que toda a sociedade as obedeça.

O Estado é invencível. Ou podemos sonhar com sua destruição ou podemos nos envolver ao aparato estatal e direcioná-lo para sua diminuição visando mais liberdade na vida de todo o cidadão brasileiro.

Eduardo Ribeiro

Liberdade, liberdade, abre asas sobre nós. :-D

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *