Zap-zap. Uma bobagem conservadora de uma direita delirante

Alguns querem o socialismo, mas outros gostam de liberdade.

De posse dessas informações, a FUMMO (Faculdades Unidas de Marketing Marxista Onisciente), reuniu seus melhores membros com o propósito de elaborarem uma estratégia que, argumenta em favor da proposta socialista com os que, eventualmente, estivessem em dúvida em relação a ser de fato vantajosa, a ideia de liberdade.

Após alguns dias de análises, estudos e profundas reflexões, a resposta não poderia ser outra senão essa, onde a real demanda da sociedade se fizesse contemplada numa frase:
Socialismo e Liberdade (PSOL).

Na fase de testes do projeto os membros da FUMMO tiveram forte penetração nos meios dos adeptos da liberdade e chegaram a conclusão de que, seria necessário um pouco mais de força para se fazerem entendidos. Foi aí que acrescentaram ao projeto o FODE (fode) que tem a função de informar que Socialismo é melhor e pronto, e que Liberdade é uma bobagem conservadora de uma direita delirante.

Atualmente o projeto PSOL encontra-se paralisado por falta de verba. A FUMMO teve dificuldades para entrar nos editais que “sugerem” que os adeptos da liberdade financiem a ideia.

Não contente com a negativa de financiamento, a FUMMO, entrou com uma ação na CUDP (central única da população), onde está pleiteando, democraticamente, que seja obrigatório o financiamento do projeto PSOL pelos apologistas das pautas elitistas de liberdade.

Questionado sobre a legitimidade da acão, um membro da FUMMO respondeu que: “Se algum adepto da liberdade sentir-se ofendido que vá tomar na RABO (Resistência Armada Brasileira Onipresente), as devidas informações sobre o conteúdo do processo”. E ainda acrescentou dizendo: “Esse negócio de Zap-zap, além de representar o domínio do capital ao proletariado é uma bobagem conservadora de uma direita delirante – reafirmando o posicionamento oficial da FUMMO.

“A liberdade individual é inconciliável com a supremacia de um objetivo único ao qual a sociedade inteira tenha de ser subordinada de uma forma completa e permanente”

-Friedrich Hayek

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.